sábado, 19 de junho de 2010

Pouco demais

Sinto uma falta
sinto falta da falta
sinto falta de tudo que me falta
sinto falta do frio na barriga de medo

Me sinto confiante demais
as vezes voando baixo demais
outras, apenas viajando
sinto falta da falta que você me faz

as vezes te caçando, outras te olhando
sinto falta de você demais
falta da falta que você me faz
sinto sua falta, mas mais
da falta que você me faz

4 comentários:

Eleanor Rigby disse...

às vezes as palavras são tão úteis. uma descarga e tanto, né?

Não sei porque mas te entendo tanto...

Eleanor Rigby disse...

"sinto falta do frio na barriga de medo"

é quando temos a certeza de que estamos vivos.

flaviadoria disse...

Senti falta é muito ruim, não sinto a menor falta.
Mas já senti muita farrrta por isso compreendo a farrrtura desse seu poema, muito bom por sinal. ;)

Rafael disse...

A falta da falta é algo bom. Melhor só açaí.